terça-feira, 18 de setembro de 2012

Menino Pedrocas

Postado por Nany às 9/18/2012 11:04:00 da manhã
Do alto dos seus 5, quase 6 anos, está um menino crescido, muito crescido, reguila, meiguinho, esperto, mimado e com umas tiradas giras e outras nem tanto.
Olhando para ele ninguém acredita que o miudo só tem 5 anos a caminho dos 6, é que não é só a roupa de 8 anos que veste, não são só os sapatos que não servem, não é só aquele corpinho alimentado a sopinhas, pãozinho, frutas (kilos de frutas que o miudo gosta muito da sua frutinha e ainda bem), carninha, algum peixe (bacalhau não muito, lulas, polvo e afins nem vê-los mas gosta de sardinhas-eu detesto), massas, arroz e às vezes batatas, principalmente se for em puré, especialmente empadão.
O que me irrita é que lhe digam que ele está gordo. Ok, com 27k não é um miudo magro, mas com 1,20 não é um miudo baixo. É maciço e bem consituído. O que me preocupa? O preconceito e que sejam capazes de o magoar ao ponto de ele deixar de comer, ou de fazer parvoíces, nesta sociedade em que a magreza extrema é formosura e uma criança em crescimento tem de ser palito. Se a Pediatra, aquele ser médico, que estudou para tal considera, que o rácio altura/peso está correcto tendo em conta o crescimento dele e todo um outro sem número de factores, quer-me parecer que certas vozes vão começar a ouvir o que não querem.
Para que fique registado, sou daquelas mães más, que se dá 2 maçãs ou 3 laranjas (eu disse que eram kilos de fruta), não dá gomas, nem rebuçados, nem chupas, nem batatas fritas de pacote, nem tão pouco as faz em casa a não ser em situações pontuais, tipo festas. Porquê? Porque, para além de várias consequências do conhecimento geral, tenho na família um caso próximo de alguém que as comia ao desbarato e que ainda hoje, com cerca de vinte e pouco anos, não sobre de obesidade, mas de dentes por açucar em excesso.
É muito meiguinho, adora mimos, beijinhos, abracinhos. Tão depressa brinca às lutas como dá abraços fortes e beijos. Adora a mana e chora quando ela não lhe quer dar um beijinho. É muito sensível e fica sensibilizado facilmente com qualquer situação, boa ou má, seja vivida ou presenciada. Inclusivé em desenhos animados, por isso a tv tem de ser bem analisada e racionada, porque aquela cabecinha ainda está a aprender a seleccionar o que lá entra.
Gosta de aprender, mas gosta tanto que se prende a olhar para tudo e quer sempre mais. Não tem muita paciência para esperar, quer mais e mais. Na escola dizem-me que não é bem assim. Vamos ver este ano na pré. Em relação à pré, ainda nada sei, a reunião está marcada mais para o fim do mês.
É destemido, mas tem medo de dormir sozinho. Gosta de experimentar coisas novas, não queria as rodinhas na bicicleta e à segunda vez de andar sem elas, já levantava o rabo do selim. Gosta de paraia, mas descobriu as maravilhas da piscina, e dos mergulhos. Adorou o Portugal dos Pequenitos e já me pergunta quando lá podemos voltar.
A hora de adormecer continua a ser uma série que já nem sei em que temporada vai. São os sustos, os sonhos, os medos, as conversas. Eu gosto e quero que ele converse, mas também temos de estabelecer rotinas e hora de dormir, é hora de dormir.
Por vezes tem umas saidas mal-criadas que lhe valem uns castigos. Já chegaram a valer palmadas. Anda na fase da gaveta, a antecipar a fase do armário e se tem dias que faz tudo direitinho, tem outros que nem por isso. Para já, come e levanta o seu prato e põe na cozinha, chega a por a mesa e mesmo a levantar, a cama é que se vai esquecendo de fazer. Arruma os seus brinquedos, depois de ser avisado mais ou menos vezes, mas não arruma os brinquedos que sendo dele foi a mana que desarrumou. Nem sempre fala quando falam com ele, o que me irrita solenemente, porque se nos dizem bom dia, o mínimo que podemos fazer é responder, ou se chega um familiar ou amigo à nossa casa devemos cumprimentar.
Mesmo assim, é um menino de ouro, tem umas arestas a polir, mas é uma jóia e amo-o de paixão.
Noto um aumento na sua capacidade de argumentação. No vocabulário, na atenção, no raciocínio. Anda a ficar demasiado preso ao desenhos animados e adora jogar omputador. Estas são logo as primeiras regalias tiradas quando se porta mal, mas com a escola a começar outros horários se impõem, e o meu piolho sabe disso.
Andava com uma tosse alérgica chata, amanhã temos consulta de alergologia e a tosse desapareceu de um dia para outro. Entretanto, tem de voltar a ser operado ao ouvido, e já era para estar despachado, mas por razões várias só deverá sê-lo na quinta. Anda ansioso por isso e deixa por as gotas sem problema nenhum.
O último dente que nasceu, cresceu direitinho, mas atrás de todos porque não arranjou espaço. Não nos vamos mesmo safar a um aparelho.
O meu bebé, está a ficar crescido e eu estou cada vez mais babada, ou melhor mais inchada que um perú em dia de Natal :)

3 comentários:

Aline r on terça-feira, 18 de setembro de 2012 às 19:36:00 WEST disse...

Essa de rotularem os miúdos de gordos deixa-me passada. Já com o Martim é igual. Tem 3 anos, veste reoupa de 5/6 anos, tem 21 kg mas mede bem mais de 1 m. É como o Pedro, bem constituído, mas sem ser gordo.
beijinhos

soumaiseu.blogs.sapo.pt on quarta-feira, 19 de setembro de 2012 às 10:14:00 WEST disse...

Há coisas que funcionam por modas... hoje em dia é moda os pediatras e afins perseguirem os pais com a história de que a criança está gorda... a mim também me tira do sério! A Rita é normal, mas o meu afilhado tem este rótulo! Se o puto é gordo? Eu cá acho que não... é mais cheinho que uma criança dita normal, mas também é mais alto e etc! As crianças tem de comer! Mesmo porcarias! Faz parte do crescer... Acho uma tortura porem crianças de dieta por causa do aspecto fisico. Na vida real não há só Barbie's e Ken's!

Bjinhos da Tia São

Raquel (persiana) on domingo, 30 de setembro de 2012 às 23:19:00 WEST disse...

Ele está ótimo por tudo o q descreve! uma criança normal de quase 6 anos!
bjs

 

O Meu Cantinho Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez