sábado, 30 de maio de 2015

Tens é que lhe dar uma palmada bem assente!

Postado por Nany às 5/30/2015 09:00:00 da manhã 1 comentários Links para esta postagem
Não, não tenho.
Não sou defensora das palmadas, mas também não sou defensora de não dar uma plamada no momento certo. Vou explicar, antes que me digam que gosto é de espancar os miudos:
-se estão com birra de sono, de cansaço vou bater porquê?
-se estão a chorar, mesmo com os decibéis super elevados, é a palmada que os vai fazer calar?
-se estão a fazer um disparate normal da idade, em que basta arregalar os olhos ou dizer o nome num tom mais elevado, vou bater porquê?
-se faltam ao respeito, se fazem algo grave não dou uma palmada porquê?
Dar, aó porque posso, e sou grande e quem manda aqui sou eu não resolve.
Já levei tareias, uma a cada semana, e se querem saber porquê eu não sou capaz de vos dizer. Se eram bem dadas? Se calhar eram. O que aprendi com elas? Que mais vale (valia) estar calada do que fazer prevalecer o meu ponto de vista, ou explicar a razão porque tinha feiro/dito algo.
Não quero isso para os meu filhos, Quero que saibam que com educação, com argumentos válidos podem e devem fazer valer o seu ponto de vista, mesmo que 99,99% das opiniões sejam contrárias.
Quero que saibam que a mãe sou eu. Que sou amiga, mas que sou a mãe.
A mãe, não a carrasca das palmadas. O tens é que lhe dar uma palmada bem assente, só porque dá jeito aos outros comigo não resulta.
Se com um filho conseguimos conversar, fazer ver as situações, retirar-lhe os previlégios (como por exemplo não jogar playstation), com outro isso não resulta. As conversas não entram da mesma forma, os privilégios são outros.
Sou mais por responsabilizar, ensinar que certos comportamentos têm certas consequências, do que bater. Bater só gera violência, revolta, angustia e falta de confiança.
Não, bater não resolve.
Eu sou mais de gritar, avisar e castigar. Às vezes salta palmada. Mas é na última instância e é uma palmada.
Sou defensora da educação com base na confiança e não no medo dos pais.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Nem que seja só virose

Postado por Nany às 5/28/2015 01:55:00 da tarde 2 comentários Links para esta postagem
Não interessa o que seja, ter um filho doente é sempre chato, ou melhor para lá de chato.
O Filipocas está doentinho, com uma virose, que o obriga a tomar antibiótico, xarope, fazermos lavagens nasais e vapores.
Esta foi a noite em que de hora a hora andei a medir febres, passar com uma toalha húmida para baixar a temperatura.
Venham cá dizer-me que as viroses são normais que eu nem quero ouvir.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

18 meses

Postado por Nany às 5/25/2015 08:00:00 da manhã 1 comentários Links para esta postagem
Malandreco. É a palavra que te define, és um malandreco de primeira categoria.
Com 18 meses pouco mais dizes que Mãe, paó (pão), papa, , émé (é meu), (bola), zá-tá (já está) e olá mas fazeste entender perfeitamente.
És destemido, não tens mesmo medo de nada, por isso mais de 7 olhos e mil mãos são necessárias contigo.
Continuas a arrumar a roupa das gavetas no chão, achas piada a tirá-la toda lá de dentro quando a estou a arrumar, fechar a gaveta quase a trincar-me os dedos e dizer o teu célebre zá-tá. Mas, em contrapartida andas sempre de vassoura e esfregona na mão a limpar chão e ar. Sim, ar, que às vezes a esfegona limpa de pernas para o ar.
Ainda não descobri o que não gostas de comer, sendo que agora estás numa de pepino (ó meu Deus, o que tu adoras pepino) e couve-flôr. Sim, amor, de couve-flôr cozida, simples, sem mais nada.
Adoras os manos, especialmente o mano, e brincares às escondidas com eles é do melhor. Tens mais ciúmes da mana, mesmo assim, vão fazendo coisas em conjunto. Começas a descobrir que ela também sabe brincar, tem é brincadeiras diferentes, mas que te ama muito, como o mano.
Adoras que te cheire os pés e digas que tens chulé, que te diga para não fazeres xixi agora, cada vez que te tiro a fralda para tomares banho, e invariavelmente fazes sempre.
Passeio é contigo, agarras numa mala, num saco, pões a tiracolo e vais. Outras vezes sem nada, mas vais, és um galdério.
Está tão crescido e lindo, és o nosso Príncipe bebé. O nosso menino lindo que amamos do fundo do coração.
Parabéns pelos teus 18 mesinhos meu amor

sexta-feira, 22 de maio de 2015

O drama das sextas-feiras

Postado por Nany às 5/22/2015 02:05:00 da tarde 1 comentários Links para esta postagem
Todos os dias a minha filha me pergunta se estamos de férias, se pode ficar em casa. Ela não lhe apetece muito ir à escola, ficar em casa com os seus bonecos e os desenhos na tv é muito melhor.
Hoje, foi mais um dia de drama matinal. Não é só o sono, o querer ficar a dormir, é sexta, é dia de ginástica - começam os gritos.
A minha miuda gosta de pular, de brincar, de dançar, de correr, de se mexer. Adora a natação, e se há dias em que está mais cansada, aborrecida, ou com falta de vontade, depois de chegar à piscina a coisa anima. Não gosta é de ginástica à sexta na escola.
Ai, Deus meu, todas as quintas à noite a preparo para acontecimento. Todas as sextas de manhã temos drama.
Alguém tem dicas de como ultrapassar esta fobia (se é que lhe podemos chamar assim)?

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Esta Mãe Galinha não está sozinha na capoeira

Postado por Nany às 5/21/2015 08:00:00 da manhã 1 comentários Links para esta postagem
É que além dos três pintos temos o Pai Galo, que também é muito "galinha".
A verdade é que ele é um excelente Pai. É daqueles que dá banho desde bebés, que corta unhas, que esfrega os cabelos e se esquece de pôr amaciador no da filha, mas que penteia devagarinho os caracóis para não magoar a Princesa.
É paciente, ralha quando necessário, vai a todas na escola, nem que para isso eu o relembre mil vezes :)
Também se esquece de levar os pijamas para a casa de banho, não se lembra onde param as meias, mas também perfeito perfeito só a Mãe Galinha ☺
Faz o arroz que eles mais gostam de comer (já a massa está ao meu encargo), e uns bifes panados que os pintos repetem sempre.
Por isso, sou Mãe Galinha sim, mas há coisas que estão delegadas no Pai Galo.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Come a sopa, Sarita come a sopa

Postado por Nany às 5/19/2015 12:48:00 da tarde 2 comentários Links para esta postagem
Desde já aviso que, aqueles comentários aos hábitos de comida da minha miuda que roçam os 8 e 80 me deixam de nervos em franja. Eu exemplifico:
1 - come, come tudo que há meninos a morrer à fome
2 - come, come tudo só faltam três grãos de arroz
3 - deixa lá, é gaja, habitua-se  a não comer e assim não engorda
4 - come mais um pão, não queres fruta, mais um gelado e que comeste sopa e o segundo prato
5 - não se bebe água às refeições que dilata o estômago, queres sumo?
6 - come sozinha que não és bebé (ela chama à atenção porque tem 4 anos e um irmão bebé e pede que eu lhe dê a sopa à boca)
7 - outros afins

A minha filhota não quer sopa porque:
a ) é sopa
b) tem legumes
c) é sopa
d) todas as anteriores
Eu digo-lhe que é sopa de espinafres - não gosta, de cenoura - não presta, de grão - blhacc. A única que ela gosta é sopa de canja, mas com a carne super desfiada, sem ovinhos (eu adoro os ovinhos).
Confesso que sou daquelas mães que deixa os miudos verem televisão enquanto comem, sim deixo e às vezes faço chantagem com isso: não comes, não vês desenhos.
Sim, eu sei que é errado. Sim eu sei, mas já fiz tantas tentativas, já cheguei a fazer sopa de borboletas que fazem cócegas na barriga, sopa de corações, sopa de brilhantes, sopa de magia de unicórnio. Sei lá, sopa de qualquer nome menos sopa de legumes.
Eu sou apologista que sim, eles têm de comer, de ter uma alimentação equilibrada, mas daí a obrigar a comer tudo só porque sim, ou de dar substitutos mil às vezes não muito saudáveis também não.
Lá em casa começamos pela sopa, que só às vezes é canja (porque canja é sopa de massa), e depois segundo prato. A fruta comem-na antes ou depois das refeições. Mas podem ver televisão, podem não comer até à infima migalha. Mas não podem levantar-se da mesa sem autorização, não podem não comer nada porque não lhes cheira, e comem salada.
Já a Sarita a comer a sopa....tem dias e  não convém ser a mesma muitas vezes seguidas.
Com os vossos, que truques arranjam?

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Desenganem-se, eu sou uma Mãe Galinha

Postado por Nany às 5/18/2015 01:39:00 da tarde 1 comentários Links para esta postagem
Copiona , decidi fazer este teste por piada, depois de o ver no blog da minha amiga São:

Pontuação: 32 Pontos

Nem tanto ao mar nem tanto à terra. É uma pessoa equilibrada e a relação com os seus filhos é uma prova disso. Não descura as suas responsabilidades mas vigia-os discretamente à distância, deixando-lhes margem de manobra para as opções que devem ser eles a fazer. Desta forma, está a criar seres que, mais tarde, serão adultos autónomos e responsáveis. Continue assim...

Gostei de saber que apesar de ser galinha deixo os pintos respirarem, debaixo do meu olho, mas respirarem :)

sábado, 16 de maio de 2015

Para mais tarde lembrar

Postado por Nany às 5/16/2015 02:30:00 da tarde 1 comentários Links para esta postagem
Sarita:
Togafias - fotografias
Fifirico - frigorífico
Aucuocuísmo - autoclismo
Fefadeiro - verdadeiro
Roínho - moinho

Filipocas:
Mãeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii - quando quer mesmo muito chamar a minha atenção
Paó - Pão

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Mais um moinho

Postado por Nany às 5/14/2015 02:27:00 da tarde 1 comentários Links para esta postagem
Desta vez bem mais perto de casa, mas se no outro aprenderam o ciclo do pão - plantação das sementes, colher, esmagar e fazer a farinha - hoje é para fazer pão e comê-lo fresquinho a fumegar do forno.
Espero que ela goste, que se divirta, até porque parece que perto têm um parque, e que não venha com a birra de ontem.
A chorar foi para a procissão, a chorar foi para casa.
Ó birra de um raio!!!!!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Play Dates*

Postado por Nany às 5/12/2015 01:41:00 da tarde 3 comentários Links para esta postagem
Eles gostam, eu não me importo, e por vezes lá temos estes eventos da vida social dos meus filhos.
Neste momento é mais o Pedro ser o anfitrião, mas já aconteceu ter a junção de irmãos e até de mais amigos.
Vêm aí as férias, o bom tempo e estes momentos são apreciados, mais apetecíveis e parece que até se tornam mais fáceis.
Gosto de receber amigos deles lá em casa, gosto que eles saibam que podem convidar os amigos lá para casa. Gosto que não tenham problemas em que os amigos sejam visitas frequentes.
Quero que os meus filhos saibam sempre, que os amigos, os colegas de escola são bem vindos lá em casa.
É óbvio que com regras, que não é tudo ao molho e fé em Deus, mas penso: se eu os impedir, de "vedar" o acesso, mais tarde como irei conhecer os seus amigos? Como poderei perceber as companhias com que eles andam, se por alguma razão eles não se sentem confortáveis em levá-los lá a casa?
Sei que nem todos pensam assim, que a nossa casa é nossa, que não temos de abrir a porta a qualquer um. Sim, é verdade, não temos. Mas também os outros não nos irão abrir a deles se não o fizermos e mesmo que os façamos eles poderão não vir a fazê-lo.
Parece e é confuso eu sei, mas o que quero dizer, é que, mesmo vendando abusos e afins, é uma boa forma de saber com que eles andam, que tipo de pessoas são, de lhes conhecer as famílias, de poder educar os meus, de poder alertá-los e fazê-los sentir que a casa é nossa e não minha.


* Armada em fina e tal, também me apeteceu hoje escrever em inglês. ☺ É que dizer play date é bem mais in, que dizer encontro para brincar

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Faz hoje uma semana

Postado por Nany às 5/11/2015 01:51:00 da tarde 2 comentários Links para esta postagem
Que a escola dos meus filhos organizou um evento para o dia da mãe, à semelhança do que o fez no dia do pai.
Dividi-me: 1º com o Filipocas e o Pedro (que não teve convite dirigido à mãe pelo ATL, mas que eu assumi que sim, ia e mais nada), depois com a Sarita.
Basicamente o evento baseava-se numa dança com os nossos filhos e uma espécie de ginástica em que eles eram o nosso par.
Com o Filipocas a coisa foi mais ou menos, muita gente, muita confusão e ele a querer fugir.
Com a Sarocas idem: ela queria era correr e brincar com os amigos, qual dançar com a mãe qual quê.
Com o Pedrocas a coisa teria corrido de forma diferente, mas ele, tal como eu, foi um participante na festa dos manos.
À luz dos acontecimentos de véspera, correu bem. Serviu também para abrir os olhinhos a esta mãe acerca de umas quantas coisas. Mas foi engraçado.

domingo, 10 de maio de 2015

Esta mãe

Postado por Nany às 5/10/2015 08:30:00 da manhã 2 comentários Links para esta postagem
Nem sempre está bem, nem sempre está lá/cá, nem sempre consegue.
Esta mãe vai a todas, faz tudo e corre tudo para e por eles.
Esta mãe anda a mil, anda à velocidade da luz por eles.
Esta mãe tudo faz e à vezes tudo esquece.
Esta mãe falha e muito.
Esta mãe pede desculpa de coração na boca.
Esta mãe dá dois berros, fala mais áspero e não tolera más educações.
Esta mãe às vezes fica triste e às vezes esta tristeza não passa e dói.
Mas esta mãe não se esquece que é mãe, mesmo quando se esquecem da mãe.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Quero ficar dentro da mamãeeiii *

Postado por Nany às 5/08/2015 01:53:00 da tarde 1 comentários Links para esta postagem
Com 4 anos ela ainda quer ficar no meu abraço, no ninho a esticar as asas.
Ás vezes tem muito calor, outras tem frio, mas gosto daquelas em que ela se aninha em mim e faz conchinha. Pela boca da própria ela quer ficar dentro da mamãeeiii.
E aqui a mamã fica menos triste, como se me colocassem uma ligadura no coração.


* quando lhe dá para o mimo, chama-me de mamãeeiiii

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Partilhem comigo as vossas dicas

Postado por Nany às 5/04/2015 03:02:00 da tarde 3 comentários Links para esta postagem
Como é que conseguem tirar fotos ao vosso filhotes em que: -fiquem todos a olhar de frente, -não fique alguém a parecer que vai escapar, -não fique alguém a olhar para a mosca que passou naquele momento, -não fique alguém com cara de frete, -não fique alguém de cara tapada, -fique a cara de alguém e não as costas, a cabeça, o pé ou uma sombra. Vá, contem lá o vosso segredo. Quero tirar uma foto aos 3 sem gastar as pilhas todas da máquina na tentativa (e não acabar com a paciência de ninguém).
 

domingo, 3 de maio de 2015

Feliz Dia Mãe

Postado por Nany às 5/03/2015 08:30:00 da manhã 1 comentários Links para esta postagem
Google Imagens
Para todas as Mães um dia muito feliz.
Para aquelas que aidna não são Mães, um dia feliz e que em breve concretizem o vosso sonho.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

1 = ♥

Postado por Nany às 5/01/2015 09:00:00 da manhã 0 comentários Links para esta postagem
Imagens Google
 

O Meu Cantinho Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez