terça-feira, 8 de novembro de 2016

Eu, a Sara e os manos

Postado por Nany às 11/08/2016 01:30:00 da tarde
Sou faladora, especialmente com os meus. Falo, converso, tagarelo, falo com as mãos, com o corpo, com tudo.
A Sara também. Chega a falar e a rir a dormir. Mas parece que até agora não falávamos muito.
A verdade é que o meu horário de trabalho sofreu alterações depois do mano mais novo nascer, o que implicava que mesmo com a redução de horas para amamentação, eu levava o mano mais velho à escola, ela ia com o pai e o mais pequenito. Já antes disso, eu levava o mano que a escola dele é a caminho do meu trabalho e ela ia com o pai.
Talvez por isso eu conversava mais com o Pedro e depois, quando os ia buscar, apesar de querer saber se estava tudo bem com eles, ele contava o que de manhã tinha ficado por dizer. Ela vinha sempre nas cantorias, danças e pulinhos característicos. Depois ia com ele à natação e ela ficava com o pai.
Entretanto nasceu o mano bebé. Depois o meu horário ficou pior e não a queria levantar com as galinhas não tendo essa necessidade.
Mas agora, é a ela que levo à piscina, é ela que anda comigo no carro para ir e vir da escola, sempre sozinha de manhã e a maior parte dos dias à tarde. Agora parece que ela, de repente começou a falar, ou se calhar comecei eu a escutar melhor. Na verdade, honestamente penso que será mais a segunda hipótese.
O que sei, com toda a certeza é que adoro as nossas conversas. O facto de ela me dar a mão, de querer andar agarradinha a mim. De me dizer que vai ter saudades minhas, ou que teve tantas saudades minhas que queria chorar. De querer estar comigo, de me pedir para estarmos as duas juntas e de chorar quando é hora de voltarmos para casa.
O que sei é que, independentemente da idade o melhor é conversar com eles, dar-lhes espaço para diálogo, mas principalmente ouvir. Como li um dia: "If you don't listen eagerly to the little stuff when they are little, they won't tell you the big stuff when they are big, because to them all of it has always been big stuff."
A propósito disto, gostei muito de ler A ciência de comunicarmos bem os nossos filhos, e 3 T's para falarmos mais e melhor com os nossos filhos, num blog que gosto de seguir.

3 comentários:

MSPE on terça-feira, 8 de novembro de 2016 às 15:39:00 WET disse...

Eu adoro conversar com a minha G. O problema é que ela não se cala, nunca! Mas já conhecia a frase que referes e faz todo o sentido. Converso muito com ela, e faço questão de realmente ouvir, pelo menos a maior parte das vezes, mas há sempre espaço para melhorar e pretendo fazê-lo.

Gata on terça-feira, 8 de novembro de 2016 às 21:58:00 WET disse...

Isso é óptimo e só faz bem! Ela deve andar toda feliz :)

Raquel Ribeiro on sexta-feira, 11 de novembro de 2016 às 17:42:00 WET disse...

Eu também converso bastante com o meu filho.
Bjs

 

O Meu Cantinho Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez